Troposfera - Associação Portuguesa de Meteorologia Amadora.

 
Just open a Bet365 account today and make a deposit http://abonuscode.co.uk Make a deposit of £10-£200 and then enter the 10-digit bonus code

Rede de Estações Meteorológicas Amadoras Certificadas Descricão

Em Portugal existem cerca de 110 a 120 estações meteorológicas amadoras, que disponibilizam os seus dados online. Essas estações estão distribuídas por praticamente todo o Continente e também nas Ilhas, permitindo uma grande abrangência territorial no registo de dados meteorológicos, inclusive em zonas não cobertas pela rede do IPMA.

No entanto, um dos grandes problemas destas estações amadoras refere-se ao desconhecimento das condições de instalação das mesmas, o que, aliado às várias marcas existentes (Davis, Oregon, La Crosse e PCE são as mais usadas em Portugal) e diferentes características técnicas, origina grandes diferenças na qualidade e fiabilidade dos dados registados.

Dessa forma, torna-se necessária uma verificação e “certificação” dessas estações, de forma a conhecerem-se as reais condições de cada uma e a realizar-se uma triagem de quais as que permitem a obtenção de dados com fiabilidade e qualidade, de acordo com os “standards” oficiais.

Pretende-se, deste modo, realizar:

  • Análise das características técnicas da estação (com ou sem “radiation shield”/abrigo de Stevenson; tipo de pluviómetro; tipo de anemómetro, etc…);
  • Análise da localização da estação: dentro ou fora da malha urbana;
  • Análise das condições de instalação da estação: cumprimento das normas da OMM, relativas à localização e aos distanciamentos mínimos dos vários sensores ao solo e aos possíveis obstáculos/edifícios vizinhos (conforme “Critérios de Avaliação”);

A Troposfera pretenderá entrar em contacto com os proprietários das várias estações amadoras existentes, sensibilizando-os para a necessidade de uma instalação correcta, de melhorias a efectuar e da possibilidade e vantagem de realizarem a certificação das estações.

De acordo com a localização das estações (dentro ou forma da malha urbana) e das características de cada uma, esta certificação será efectuada de acordo com vários níveis de qualidade e desde que cumprindo sempre as normas de instalação da OMM.

As estações que forem alvo de certificação, serão integradas posteriormente na Rede de Estações Meteorológicas Amadoras Certificadas (REMAC), cuja listagem será colocada acessível ao público e disponibilizada de forma gráfica na página da Troposfera.

 

Os interessados poderão contactar-nos desde já para o email This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. . Esta certificação e integração na nossa rede não terá custos associados, sendo a única condição a de que os interessados efectuem a sua inscrição como sócios das Troposfera.

 

Critérios de Avaliação de Estações Meteorológicas Amadoras

 

  1.  Estações colocadas dentro da malha urbana (EM urbana)
  • Afastamento horizontal de pelo menos 50m de construções cuja altura seja superior à da estação, para evitar erros de medição do vento.
  • Afastamento horizontal de pelo menos 20/30m de construções de altura superior à estação para evitar erros de medição de temperatura, humidade relativa e precipitação.
  • Altura do Termómetro/Higrómetro/Pluviómetro superior a 1,5m em relação à superfície de instalação.
  • Altura do Anemómetro/Catavento de pelo menos 3m em relação à superfície de instalação (no caso de instalação em coberturas/telhados).
  • Calibração da pressão atmosférica relativa ao nível do mar, com erro inferior a 10m (1hpa)
  • Radiation Shield” de acordo com as regras da OMM, total opacidade do material e espaçamento de dimensões tais que impossibilitem o visionamento do seu interior, seja qual for o angulo.


Sugestão de instalação:

  • Telhado amplo, ou um quintal exposto e amplo, distante de grandes construções. 

 

       2. Estações não urbanas (EM fora da malha urbana)

  • As estações não urbanas devem seguir os mesmos critérios de avaliação que as estações urbanas, mas para serem consideradas não urbanas têm de estar colocadas num terreno natural e fora do perímetro urbano.
  • Todos os sensores analógicos devem estar protegidos ou com Radiation Shield de origem ou com abrigo artesanal.
  • O abrigo artesanal deve ser feito de um material isolante e deve ser pintado de branco, e o ideal é ter características similares a um abrigo de stevenson "miniatura".
  • Apesar disto, há a liberdade de se poder fazer um abrigo de outras maneiras, desde que o seu propósito (impedir a penetração de radiação mas deixando que a circulação do ar seja eficiente) seja conseguido.
  • O abrigo/sensor deve estar afastado pelo menos 4 vezes a altura do edifício mais próximo e a cerca de 1.5m do solo ou superfície da instalação.
  • O sensor deve estar exposto à atmosfera livre num raio mínimo de 180º/30m e de preferência numa posição onde a incidência solar direta seja baixa e haja bastante arejamento/vento.
  • O Anemómetro/Catavento deverá estar instalado a 10m de altura e afastado pelo menos 30m do obstáculo mais próximo

 

Directrizes para Instalação de Estação Meteorológica

 

 

  1. Classificação e Certificação

Para cada estação a certificar, terá de ser preenchido um formulário online, no qual é efectuada a caracterização da estação e das condições de instalação de todos os sensores, por parte do seu proprietário. Da análise aos dados preenchidos, efectuada pela Troposfera, resultará uma classificação final da estação, a qual indicará qual o Nível de Certificação obtido, de acordo com a seguinte Tabela:

 

Nível de Certificação Obtido

Pontuação Total

Não Certificável

0 a 2

Certificação Nível C

3

Certificação Nível B

4

Certificação Nível A

5

 

 

Certificação Nível C – A estação meteorológica garante apenas os níveis Mínimos de fiabilidade dos dados, uma vez que grande parte dos sensores não está instalada de acordo com as Normas.

Certificação Nível B – A estação meteorológica garante níveis Bons de fiabilidade dos dados, uma vez que grande parte dos sensores está instalada de acordo com as Normas.

Certificação Nível A – A estação meteorológica garante níveis Máximos de fiabilidade dos dados, uma vez que todos os sensores estão instalados de acordo com as Normas.